Ache aqui!!!

26 de junho de 2010

Maluca Paixão - All about Steve (2009)

Por Fabri Almeida

Protagonista do filme Velocidade Máxima com 13 letras? resposta SANDRA BULLOCK... e ela está de volta ao estilo que a consagrou no de comédia romântica em que ela ama o cara sozinha (de novo).. rs


Maluca paixão conta a história de Mary Horowitz (Bullock), uma mulher de trinta anos que mora com os pais, tem seu QI acima da média, e trabalha fazendo palavras cruzadas para um jornal. Ela só tem um problema, pelo fato de ser conhecedora de quase se não todas as palavras do dicionário, ela fala pelos "cotovelos", e em um encontro arranjado pela mãe (mal de mãe talvez?), ela conhece Steve (Bradley Cooper - Se Beber não case), um cinegrafista da CNN que viaja pelos EUA, e que fica assustado com o jeito de Mary e foge dela com menos de 10 minutos de encontro (aff), Mas Mary, com um série de eventos casuais, ela faz uma ligação, "a sua ligação" onde seu destino era seguir Steve pra onde ele for. Mary faz amigos, enfrenta tufões e protestos e no Fim acaba numa mina abandonada, que graças a suas habilidades de escoteira ela sai da mina salvando um Jornalista idiota e uma criança surda-muda. O filme não é um dos melhores do curriculo de mais de 40 filmes da Bullock, porém a parceria com os atores neste longa, se torna agradável e engraçado, com o diálogo inteligente da Mary e de como ela é aceita por pessoas quem jamais imaginaríamos aceitá-la, e não estou falando do Steve, que a propósito acaba admirando ela apesar de não ficarem juntos, fugindo do padrão Disney!! GLÓRIA!!! O mais interessante e faz todas as pessoas solteiras nesse mundo pensar, foi sua frase final onde ela rodeada de amigos diz " Um aprendizado recém adquirido, sobre a vida é que se amas alguém deixe o livre, pois saberá se ele te ama  se ele retornar, ou seja, se tem que perseguir um cara, é porque ele não é para você.”



(Agradeço a todos os leitores.)

18 de junho de 2010

SIM SENHOR -Yes Man - 2008


Por Fabri Almeida

 
Este post é bem interessante, e resolvi escrevê-lo as 02:42hs, quando estava fazendo uma resenha de um filme de história para meu padrasto (OPS!), espero que o professor dele não leia isso, rs. Mas não irei falar sobre o filme que ele pediu, e sim sobre o filme que estava passando na TV, e até já o assisti uma vez, e neste momento acabei me identificando e achei muito interessante comentá-lo.

Sim Senhor! Resolvi comentá-lo, brincadeira... Sim Senhor é um filme onde Jin Carrey é Carl Allen, um ser humano que estava com sua alta estima “baixa”, e a depressão era seu fim. Contudo ao encontrar de forma estranha um colega do passado, ele acabou indo numa convenção, “O SIM é o novo Não” onde líder Terrence Bundley (Terence Stamp), com uma política e estratégias de positivismo, fez um pacto com Carl que não podia mais dizer não, caso contrário aconteceria sérias conseqüências. Com seu primeiro sim, ele teve que levar um mendigo, num lugar estranho, lhe emprestou o celular que acabou com toda a bateria e ainda lhe deu todo o dinheiro por simplesmente não poder dizer não. Na sua volta sem gasolina ele acaba num posto de gasolina, onde encontra Allison (Zooey Deschanel) que vive a vida a sua moda e esse encontro acabará em um grande amor, e assim ele ingressa no SIM e vive grandes aventuras mas também desventuras!!

Uma maneira interessante de viver a vida, eu jamais arriscaria, apesar de ser tarde da noite (ou manhã?) e eu ainda estar acordada (por que será?), mas com muito humor, e ótimas cenas de atuação do Jin, o filme ganha um sentido que jamais imaginei. Algumas partes me fizeram lembrar “Patt Adans – o Amor é contagioso”, onde Patt (Robbie Willians) teve de dizer alguns “sims” para se curar e curar seus pacientes. Mas voltando ao filme, Carl teve sua vida de volta através desse pacto, mas foi após o mesmo, que ele percebeu o quanto sua vida tinha começado e que dizer “Não” as vezes é necessário. Um ótimo filme uma ótima atuação dos atores envolvidos e com certeza indico a todos que apreciam uma boa comédia, não a melhor do Jim (Tenho que admitir), mas o roteiro e a idéia foram excepcionais e muito bem trabalhadas. Então entre no clima e diga “SIM SENHOR”, no meu caso senhorita, e assista a esse filme!!!

13 de junho de 2010

O Homem de Ferro 2 - 2010

Por Fabri Almeida

O que podemos esperar de um grande herói dos quadrinhos em mais uma aventura nas telonas? Muita ação misturada com grandes vilões que tentam destruir nosso amado Tony Starck ( Robert Downey Jr.)? Em HF2, encontramos Tony que já assumiu ser o herói, enfrentando 3 inimigos diferentes: o governo  e Justin Hammer (San Rockwell) “a concorrência” que tentam de qualquer forma ter o projeto “Homem de Ferro”,  Ivan Vanko (Mickey Rourke) um inimigo da família até então desconhecido, e o próprio Tony, que luta para achar uma solução que diminua os níveis de radiação de seu corpo. Está mais prepotente, mais irônico, mais super protetor e autodestrutivo,  ou seja, Tony está muito mais Tony, porém antes de continuar vamos voltar no tempo.
  No lançamento de “Homem de Ferro” em 2008, um herói da Marvel quase que esquecido (vamos ser realistas!) já que quando falamos em quadrinhos, pensávamos em Homem Aranha, Batman, Wolverine etc.. Tivemos uma grande surpresa, tanto na qualidade da produção, quanto dos atores, pois foi uma história surpreendente, mostrando como nasceu o Homem de Ferro, deixando qualquer um animado pela seqüencia do Longa, então  ele chegou...
Ao ver o Homem de Ferro 2 admito que a empolgação me envolveu, mas somente nos primeiros minutos, a produção estava a baixo do esperado e com tantos efeitos que chegava a ser exagerado e  desnecessário, era difícil saber se o Homem de Ferro estava realmente lutando, no meio de tanto barulho, poeira e destroços. A história estava tão fraca que no meio do filme, realmente já não fazia mais sentido ter uma segunda seqüência. Contudo admito que Downey Junior, Sam Rockwell fizeram o filme ficar mais aceitável com suas atuações perfeitas deixando o longa mais engraçado. O que dizer de Scarlett Johansson, que fez Viúva negra disfarçada de secretária, ela atuou bem, junto com efeitos de luta, mas não a ponto de ser aplaudida de pé... (me desculpem homens) é verdade.
Enfim, se você gosta de um bom filme, com enredo, boa produção e atuação, há filmes  melhores.. mas se você gosta de uma boa briga, luta,muitos efeitos e mulheres...não estará jogando seu dinheiro fora.

11 de junho de 2010

Sherlock Holmes- - 2010

Por Fabri Almeida

Sherlock Holmes, é um personagem de ficção da literatura britânica criado pelo médico e escritor Arthur Conan Doyle. Holmes é um investigador do final do século XIX,  que aparece pela primeira vez no romance A Study in Scarlet (Um estudo em Vermelho), em Novembro de 1887. Sherlock Holmes ficou famoso por utilizar, na resolução dos seus mistérios, o método científico e a lógica dedutiva, em alguns livros resolvia seus casos sem sair da sua residência na Baker Street 221B
 
O  filme não relata  a cópia fiel, e sim mais uma aventura, vivida por Sherlock (Robert Downey Jr) e talvez a última com seu companheiro Jon Watson (Jude Law). O filme começa com  Sherlock e Watson, prendendo Sir Blackwood (Mark Strong), que é condenado a morte. Mesmo sendo enforcado e sua morte tendo sido declarada oficial por Watson, ele volta a vida , desafiando Sherlock a desvendar esse mistério. No desenrolar do Longa Sherlock passa por aventuras, tentando superar a futura perda de seu amigo, e desvendar um mistério até então ocultamente impossível. O filme mostra que Sherlock e Watson não são somente meros investigadores, além das deduções de lógica invejáveis, eles se mostram grandes lutadores, e passam por poucas e boas, para desvendar esse grande caso.
O filme consegue prender a atenção do inicio ao fim, desde os momentos sérios de investigação até os ação de tirar o fôlego. A atuação de Robert Downey Junior foi impecável e convincente e a de Jude Law também não fica atrás, a dupla conseguiu deixar esse longa incrível, divertido e interessante, creio não haver uma dupla melhor, não menosprezando os demais atores que também se sairam bem.

Enfim, indico a qualquer um juntar-se a Holmes e Watson, para desvendar esse mistério  e maravilhar-se com grandes cenas, até do pequeno Gladstone, o cãozinho de Watson que atuou muito bem, sempre “apagado” devidos aos testes de Holmes.

9 de junho de 2010

Tá Chovendo Hamburguer - (Cloudy with a Chance of Meatballs) - 2009

Por Fabri Almeida


Flint Lockwood (Bill Hader) é um jovem cientista que sonha criar algo que faça com que seja reconhecido pela população de Boca Grande, uma pequena ilha no Atlântico. Um dia ele consegue descobrir uma forma de transformar água em comida, só que precisa de bastante eletricidade para colocá-la em funcionamento. Ao tentar usar a energia da geradora local, ele perde o controle da invenção e ela ruma para o céu. Para piorar, a confusão que ele cria destroi um parque de diversões, o grande trunfo do prefeito Shelbourne (Bruce Campbell) para melhorar a economia local. Flint acredita ter perdido a máquina, mas repentinamente começa a chover hambúrgueres em toda a cidade. Com o apoio de Sam Sparks (Anna Farris), uma estagiária de jornalismo que foi enviada à ilha para ser a nova "garota do tempo", Flint logo vira uma celebridade local. fonte http://www.adorocinema.com

  Apesar de ser um longa de animação, esse post é mais sério do que imagina, ao contrário das animações anteriores (O bicho vai pegar e Ta dando Onda), "Ta chovendo Hamburguer", foi uma investida da Sony, com direção  de Phil Lord e Chris Miller, que deu certo. Baseado no livro de Judi e Ron Barrett, as adaptações dão a entender que seria mais um filme chato pra crianças, com  lição de "moral", mas aí que entra a grande surpresa. As piadas, cenas e efeitos encantam a qualquer tamanho, Flint consegue mostrar seu talento dando uma nova vida a cidade, criando  a máquina que transforma água em comida e com suas piadas de Nerd, outros personagens como o Macaco, com o tradutor louco por balas de ursinho, o Pai de Flint que não consegue se adaptar ao avanço tecnológico.
Se você tem de 0 a 100 anos, indico este filme, para dar boas gargalhadas a qualquer hora do dia. Então não perca tempo!!!

  Curiosidades: O longa teve um orçamento de US$ 100 milhões, foi lançado em 3D
                     O diretor Chris Miller estará no próximo longa do Shreck

6 de junho de 2010

TOP SECRET !– Uma missão super confidencial. - 1984

Por Fabri Almeida

Quero começar este post dizendo que é muito especial pra mim. Porque? Esse filme saiu nos cinemas no ano em que meus pais se casaram (Era Glacial), mas como apreciadora de clássicos, inclusive de comédias, não posso deixar este de fora, pois passei minha infância vendo e revendo várias vezes. Então començarei falando da grande atuação, talvez única em filmes de comédia, de Val Kilmer que representou  Nick Rivers um cantor americano que se deslocou até ao norte da Alemanha, para uma condecoração que na verdade não passava de mais um plano dos nazistas. Até ai, o que é engraçado? A Comédia se passa no período da segunda grande guerra, onde há uma resistência francesa na Alemanha e Nick conhece Hillary (Lucy Gutteridge), pertencente a tal resistência com o principal objetivo de salvar seus pai que está preso pelos Alemães, começando uma história de amor e Nick aliando-se a Resistência, conhecendo vários personagens que nos arrancam boas gargalhadas como Déjà Vu (já te vi antes?), Mousse de Chocolate (Vai um gole de gasolina?)) e o imortal Latrin (De onde ele vem? e por que está sempre ferido?). Esse filme, faz paródias de outros filmes, como " a Alagoa Azul", " Tá todo mudo louco" e " O mágico de OZ", ela realmente se despede do Espantalho.. rs.  Mas o melhore de tudo é que este filme não é marcado pelo Óbvio, exatamente! Ele mostra totalmente o oposto, como a Praça onde há uma grande estátua de um pombo e em cima dela descem pessoas para “dar o troco”, nojento! Mas é verdade, uma  biblioteca, onde tudo acontece de traz pra frente, um cavalo que canta " Du, Du Mir Liegst Im Herzen", uma canção folclórica da Alemanha do Norte,  uma casa linda construída pelos náufragos de um Navio em uma ilha deserta, com direito a garagem com controle remoto, tiroteios para ver quem ganha o jogo da velha , o trabalho com a perspectiva (cena do telefone) e não posso me esquecer da melhor luta de todos os tempos entre Nick e Nigel, ex-naufrago e ex-namorado de Hillary, em um bar, dentro de um Rio!!!! São esses absurdos que nos prendem a assistir e rir desse filme que ainda nos complementa com as músicas (suspeitosamente de Elvis Presley , The Beach Boys e Little Richard) cantadas realmente por Val Kilmer. Se você nunca assistiu, não perca tempo de dar boas risadas com esse longa. Como sempre digo, “Vamos apreciar os Clássicos!”.


Curiosidade: O ator Peter Cushing que faz o papel daquele livreiro olhudo, foi um dos comandantes do Darth Vader em Guerra nas Estrelas IV

5 de junho de 2010

A Missão (The Mission, ING 1986)

A Missão

    História baseada em fatos históricos do século XVIII, onde Jesuítas estão catequizando os Guaranis no sul Brasil. Nela Robet De Niro, representa Rodrigo, um caçador de índios, para usá-los como escravos, e ao matar seu irmão por causa de uma mulher (aff), se arrepende e une-se a ordem para falar do Evangelho a aqueles índios ainda não conhecedores. A Trama que a princípio encanta somente aos Historiadores e apreciadores de História, chega ao seu clímax quando a Espanha, que não tem intenção de catequizar e sim de escravizar, põem em prática o Tratado de Madrid (1750), realizado com Portugal, que ficava estabelecida a transferência dos nativos para margem ocidental do rio Uruguai, o que representaria para os guaranis a destruição do trabalho de muitas gerações e a deportação de mais de 30 mil pessoas.Os Guaranis, iniciam então uma resistência com a ajuda de alguns protetores (Os jesuítas) iniciando as "Guerras Guaraníticas" e mesmo contra  a vontade de seus superiores Padre Rodrigo, luta com mais alguns padres e índios tentando resistir a imposição espanhola. E não se engane que tudo acabará bem, estamos falando de fatos! A Espanha consegue o que quer devido a inferioridade militar dos índios, massacrado e eliminando todos e pondo em prática seu plano. O Elenco estava surpreendentemente maravilhoso, e a atuação de DeNiro, chata para alguns, foi perfeita enriquecendo a história.
O filme termina com um grupo de índios pequenos, deslocando-se para o interior da Floresta, mostrando que sempre há uma esperança para aqueles que acreditam nela.
Apesar de ser um filme que conta o inicio da nossa história, recomendo somente a todos que realmente querem vê-lo.
Ocorreu um erro neste gadget

Todos direitos reservados